Programa “Brasil Mais Produtivo” impulsiona digitalização de micro, pequenas e médias empresas

Brasil Mais Produtivo

O Governo Federal, em colaboração com o Sebrae, lançou recentemente o programa Brasil Mais Produtivo com o objetivo de promover a digitalização de micro, pequenas e médias empresas (MPMEs).

Essa iniciativa visa oferecer acesso a conteúdos e ferramentas que possibilitarão o aumento da produção e aprimoramento da eficiência operacional, contribuindo para tornar essas empresas mais competitivas no mercado.

“Brasil Mais Produtivo”: parceria estratégica para o desenvolvimento

O programa é uma parceria entre o Governo Federal, o Sebrae, e outros órgãos como o Senai, ABDI, Finep, Embrapii, entre outros.

Nesse sentido, com um investimento total de R$ 2,037 bilhões a partir de 2024, o Brasil Mais Produtivo se compromete a desenvolver novas tecnologias digitais para impulsionar o setor industrial do país.

Objetivos e alcance do programa

O Brasil Mais Produtivo pretende atender até 200 mil MPMEs industriais, proporcionando-lhes acesso a cursos, materiais e ferramentas relacionadas à produtividade e transformação digital.

Além disso, mais de 93 mil empresas receberão atendimento direto por meio de agentes locais do Sebrae e Senai até o ano de 2027.

Conheça a estrutura e funcionamento do programa:

O programa é dividido em quatro etapas de conhecimento, cada uma com seus objetivos específicos e público-alvo:

  1. Plataforma de produtividade: Destinada a 200 mil empresas, oferece acesso a cursos, materiais e ferramentas sobre produtividade e transformação digital.
  2. Diagnóstico e estratégia de gestão: Para 50 mil micro e pequenas indústrias, proporciona orientação e acompanhamento contínuo dos agentes locais do Sebrae.
  3. Otimização de processos: Atende 30 mil micro e pequenas indústrias, além de 3 mil médias indústrias, com consultorias e educação em Lean Manufacturing e eficiência energética.
  4. Transformação digital: Beneficia 8,4 mil micro, pequenas e médias indústrias com a implementação de soluções digitais por meio de 360 fornecedores. Além disso, 1,2 mil médias empresas terão acesso a um plano completo de transformação digital, incluindo pós-graduação em Smart Factory do Senai.

Impacto esperado e metas de digitalização

Nesse sentido, o programa busca aumentar significativamente a digitalização das indústrias brasileiras, passando dos atuais 23,5% para 90%.

Além disso, a expectativa é triplicar a participação da produção nacional nos segmentos de novas tecnologias até o ano de 2033.

Sucesso do programa Brasil Mais Produtivo e resultados anteriores

Em sua primeira versão, realizada em 2017, o Brasil Mais Produtivo teve um impacto significativo, beneficiando mais de 150 mil MPEs em mais de 3 mil municípios.

As empresas assistidas pelo programa alcançaram ganhos médios de 22,7% na produtividade e um crescimento médio de 8% no faturamento.

Não perca a oportunidade de participar do Brasil Mais Produtivo e impulsionar o crescimento e a competitividade do seu negócio na era digital!

Leave feedback about this

  • Leitura
  • Ponto de vista
  • Layout do site